Diretoria Jim Carrey

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Encabeçada por Andrés Sanchez e André Negão, a Diretoria Jim Carrey é a responsável pelas maiores confusões do barulho no Corinthians. Responsável pelas contratações de Emerson Sheik com 41 anos e Vilson Menezes chinelinho (a dupla Patati Patatá), além de nomes como Matheus Davó, Yony González e Jonathas Jesus, entre muitos outros, a Diretoria Jim Carrey briga acirradamente com a Diretoria do Cruzeiro pelo título de pior diretoria do futebol nacional.

Histórico[editar]

Mais um protesto da torcida do Corinthians a figurar nos "protestos mais sensacionais de todos os tempos".

Após mais uma derrota do Corinthians em 2016, a torcida da equipe paulista decidiu inovar: ao invés de queimar o carro dos jogadores, eles foram ao CT Joaquim Grava com suas faixas de protesto, descendo o cacete em jogadores e, principalmente, diretoria. Inconformados com a contratação daquele monte de lombriguentos pagando 500 PAU POR MÊIS, como Marlone, Giovanni Augusto e Guilherme, a torcida, no ápice de sua criatividade, entrou para os anais da história dos melhores protestos, levando uma faixa chamando a diretoria de "Jim Carrey". A razão? Ninguém sabe. Provavelmente é porque Andrés Sanchez encarna o Máskara e faz várias piadas com o Corinthians, contratando qualquer porcaria com duas pernas, desde que seja agenciado pela Elenko Sports. Ou talvez porque André Negão seja O Golpista do Ano, usando o Corinthians pra empregar seu filho vagabundo como jogador, mesmo ele nem sabendo como se chuta uma bola.

Atualmente[editar]

A Diretoria Jim Carrey continua mandando no Corinthians, mas agora ela está mais pra "Diretoria Bruna Surfistinha", pois abre as pernas e contrata qualquer lixo tanto pro Sub-23 (que ninguém sabe pra que serve), quanto pro elenco principal, desde que seu empresário esteja disposto a pagar uma boa graninha a mais por isso. Apenas isso explica a contratação de um monte de perna de pau só pra emprestar pra outros times, como Matheus Matias e Luidi.