Deuses do futebol

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Deuses do futebol são entidades místicas que controlam os eventos ocorrentes nas partidas de futebol. Não importa o quanto um jogador treine ou o quanto um técnico estude táticas, são esses deuses que decidem se o Roberto Baggio vai errar um pênalti ou se o Pelé não vai fazer um gol do meio de campo. São eles também que decidem que Adriano Gabiru (e não Ronaldinho Gaúcho) é quem será o herói de um Mundial de Clubes, que a Inter de Limeira irá conquistar um Campeonato Paulista em 1986 com gols de Kita e Tato ou que o Santo André será campeão da Copa do Brasil vencendo o Flamengo dentro de um Maracanã lotado, fechando o caixão rubro-negro com um gol de um cara chamado Elvis. E assim por diante.

Sobre[editar]

Deuses do futebol reunidos no Olimpo.

O panteão futebolístico é composto por seres anônimos de grande poder arcano, capazes de modificar os rumos de uma partida aparentemente decidida, dando mais emoção ao esporte. São eles os responsáveis por garantir que a equipe tecnicamente mais fraca consiga vencer uma equipe muito superior com um gol de nariz aos 48 do segundo tempo, assim como são os responsáveis por arrumar uma virada de placar em apenas 2 minutos, tornando real um título ou uma classificação aparentemente perdida.

As entidades que integram os deuses do futebol habitam em um plano superior, estando alocadas no 78° andar do prédio sede da FIFA.

Nem profetas, nem santos, o único capaz de comunicar-se com os deuses do futebol é um bruxo. Assistindo a uma partida do bruxo, consegue-se receber a bênção dos deuses do futebol, que nos brindarão com 90 minutos de ousadia e alegria.

Trabalhe conosco[editar]

Quer fazer parte dos deuses do futebol também? Envie seu currículo para a FIFA headquarters, em Zurique, na Suíça. Ao ser pré-aprovado, o candidato fará uma dinâmica ao lado dos demais aspirantes a deus do futebol, entre eles Bruno Cortés sócio do Habib's e campeão da Libertadores; Douglas dos Santos campeão da Champions League e de tudo que é título no Barcelona; Márcio Araújo, o homem dos 100% de passes certos pra goleiro e lateral que é titular em todos os times em que faz parte do elenco e Ángel Romero, dublê de filme de ação e bicampeão paulista e bicampeão brasileiro sem ter aprendido como dominar uma bola.