Borduguês:

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bem-vindo(a) à Desziglobédia

A enziglobédia livre de gondeúdo e gue qualguer um bode edidar.

56 901 ardigos · 198 793 imagens

Ajuda

Embaijada

Bergundas

Bolítigas

Mídia

Gondribuir

Ardigo em destague
A bandeira do Acre, caso ele(a) existisse...

O Acre é o que todos brasileiros desinformados acreditam ser um pedaço de terra a oeste com capital em Rio Branco, mas na verdade é um estado rebelde criado pelos "mapinguaris" que fundaram sua verdadeira capital em uma cidade ao norte que chamaram de "Cruzeiro do Sul" apesar da cidade ser ao norte só para demostrar como são do contra. O que todos não sabem é a conspiração russa e americana para fazê-los acreditar nisso. Na verdade, o Acre é dividido entre Bolívia e Peru, mas estes dois países fazem questão que o Brasil pense que é dele, pois não serve para nada mesmo.

Com o propósito de fazer o Acre render, bolivianos e peruanos assinaram um acordo de aluguel pós-venda do Acre para a instalação de bordéis russos e americanos para testes nucleares.

Acredita-se que o Acre foi descoberto em... ops, impossível algo que não existe ser descoberto... bem, ele apareceu pela primeira vez num mapa quando Dercy Gonçalves teria nascido já que muitos dizem que ela nasceu no Acre. Vale ressaltar que não se sabe se a Dercy nasceu algum dia ou surgiu do nada, há muito tempo, numa galáxia muito distante.

Outra hipótese é que o Acre foi o primeiro continente a surgir no planeta, inicialmente habitado por macacos meio inteligentes ele sofreu uma grande catástrofe, nome dado pelos macacos à invasão de alienígenas para a implantação de suas bases na terra.Os macacos foram obrigados a realizar uma diáspora para a África, la´se desenvolveram em paz até se tornarem chimpanzés. Tal historia foi citada como a lenda de atlântida, um pouco distorcida por que os macacos eram somente meio espertos, mas há quem acredite que o Acre ainda esta lá sendo habitado por aliens.

Compartilhe: Compartilhe via Facebook Compartilhe via Twitter



Evendos rezendes



Valando nizo, vozê zabia...


Imagem da vez
 
Abresentação
Batata desciclo sem texto.gif
Bem-vindo(a) à Desziglobédia, uma (dez)enziglobédia esgrida com a golaboração de zeus leidores. A Desziglobédia é um zite de humor debochado e seu gondeúdo não debe zer levado a zério. Dodas as nozas regras e bolídicas gonvergem para um só bringípio: zer engrazado e não abenas idioda. É um bringíbio amoral, mas que imblica numa édica subjagente. Significa que, no âmbito da Desziglobédia, só bodem ter brogedênzia as grítigas que se refiram à qualidade diverdida de um ardigo. Não tem, bordando, nenhum sendido dendar defender os méridos morais ou ardízdicos de algo que você gosta (banda, filme, personalidade, brograma, gâme, etc.) e que tenha zido zaganeado num ardigo da Desziglobédia. Ezas coizas não inderezam nem um honorável bouquinho aqui.


Bardizibação
Dodos bodem bublicar gondeúdo onrine desde que não sejam vândalos ou desresbeidem as regras. Dendre as diverzas báginas de ajuda à zua disbozizão, estão as que esbligam como griar um ardigo, edidar um ardigo ou inserir uma imagem. Em cazo de dúvidas, não hesite em bergundar e dar sua abnião.


Gomunidade
A gomunidade bem crezendo dia bós dia. Borém brezisamos de mais golaboradores para bodermos ambliar o número de ardigos em língua borduguesa e expandir, melhorar e gonzolidar os que já exisdem.


Brojetos irmãos
A Desziglobédia existe graças à entidade sem fins lucrativos Fundazam Desziglomidia. A Desziglomidia opera vários projetos em diversas línguas, sempre com gondeúdo livre:


Lista completaComeçar uma nova edição